l

Faculdade de Medicina da USP

Pós-graduado em Cirurgia Plástica pela FMUSP

Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Posts Recentes
Seg - Sex: 08:30h - 17:30h Sábado e Domingo - FECHADO
Entre em contato
Atendimento Whatsapp
Consolação - São Paulo - Brasil
Image Alt

Prótese Glúteo

A gluteoplastia (ou prótese no glúteo) é a cirurgia plástica que faz o implante de silicone no bumbum para aumentar o tamanho e modelar seu formato, geralmente em pessoas que tem glúteos pequenos, com formato achatado ou com alguma flacidez.

A cirurgia é realizada com o uso de anestesias locais (raqui ou peridural) ou, em alguns casos, anestesia geral. O paciente tem pelo meno um dia de internação e esse procedimento deve ser realizado em ambiente cirúrgico. A duração aproximada é de uma hora e meia.

Durante a cirurgia é feita uma incisão com mais ou menos seis centímetros no sulco vertical que fica entre os glúteos e por aí são colocados os implantes. A prótese é inserida dentro do músculo glúteo maior. A cicatriz é bem difícil de ver, já que a incisão acontece entre as nádegas.

Existem diferentes tipos de próteses, sendo alguns mais redondos  e outros mais ovais. Em geral, as pacientes com o quadril mais largo podem optar pelos redondos e as pacientes com quadris mais estreitos se adaptam melhor aos ovais. Não é uma regra! A escolha do formato da prótese deve ser feita com a ajuda do médico para entender o que se adapta melhor a cada tipo de corpo, assim como o tamanho dela, com a intenção de conquistar o melhor resultado para cada paciente.

As próteses de silicone devem ser de gel coesivo, lisas ou texturizadas. IMPORTANTE: as próteses feitas com outros materiais podem provocar rejeição do organismo, assim como o uso de silicone injetável é proibido por lei. O silicone líquido, geralmente industrial, causa processos inflamatórios graves e de difícil tratamento, além de ter o risco de percorrer o organismo atingir órgãos como fígado, rins, pulmões e cérebro, podendo até levar à morte.

Sobre o pós-cirúrgico, vale lembrar que a paciente deve ficar internada por 24 horas e ficar de barriga para baixo durante as primeiras 48 horas. Depois disso é permitido virar de lado e, 7 dias após a cirurgia, é possível sentar.

Outro ponto importante é que a paciente deverá usar uma cinta modeladora durante 30 dias e a retomada de exercícios físicos pode ser feita dois meses após a cirurgia.

Nos primeiros dias por haver algum desconforto, mas a dor é controlada com medicamentos. É fundamental que seja feito repouso no pós-operatório por pelo menos 20 dias.